MENSAGEM DE VOZ

SRs. PAIS E RESPONSÁVEIS, MAIS UMA FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO, VEJA AI AO LADO, "SEND VOICEMAIL" TRADUZINDO "ENVIAR MENSAGEM DE VOZ". É BEM FÁCIL UTILIZAR . PARA QUE A SUA MENSAGEM DE VOZ SEJA GRAVADA, VOCÊ PRECISARÁ TER UM MICROFONE CONECTADO AO COMPUTADOR. A FERRAMENTA PODERÁ SER UTILIZADA PARA ENCAMINHAR QUALQUER MENSAGEM DE VOZ PARA O ADMINISTRADOR DO BLOG.

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Está vindo GREVE por ai....

Rio, 13/11/2007.


Bom dia a todos.

Srs responsáveis, é importantíssimo que todos, mais todos mesmo, acompanhem bem de perto o movimento dos servidores em educação estarão discutindo e posteriormente planejando acerca de GREVE NA EDUCAÇÃO.

O ano de 2007, irresponsavelmente, foram subraídos 5 dias de aulas de nossos filhos, mas já algum tempo os servidores em educação discutem GREVE POR INDETERMINADO.

A questão clara é: Os servidores estão se articulando, pensando e, no momento que eles acharem mais adequado deliberarão por GREVE.

E nós, os responsáveis, o que faremos?? Vamos rezar?? Vamos pedir para o bom senso dos servidores , para que não tomem atitudes que prejudiquem a educação de nossos filhos???

Novamente vamos AGIR, somente quando nossos filhos ficarem sem aulas???

A história nos ensinou que eles não estão nem ai para a educação de nossos filhos, discutem, planejam, pensando COM O BOLSO.

Srs., apenas como sugestão, é fundamental que as nossas associações as APA´s, comecem a se organizar e chamar os responsáveis para uma conversar franca, expondo todos os pontos.

É PRECISO URGENTE PENSAR, ORGANIZAR E AGIR PREVENTIVAMENTE PARA O QUE ESTAR POR VIR.

Nossos filhos, alunos do Colégio Pedro II, não podem ficar sem aula, é um direito.

Para que todos possam avaliar com clareza todas as indagações apresentadas aqui, está disponibilizado abaixo parte do texto extraído no site do sinasefe, Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional.

Sinasefe informou:

" A Greve será um dos pontos da pauta do 21º CONSINASEFE e foi colocado especificamente na pauta pela 83ª PLENA para se garantir que construiremos a mesma seja em 2007 ou até mesmo para o início do ano letivo de 2008.

Com vistas a encaminhar tal construção já foram encaminhadas anteriormente algumas possibilidades e modalidades de Greve para que a Base discuta e em algum momento a ser definido por este próximo Congresso deliberemos sobre o que fazer. A 83ª aprovou para o debate as seguintes questões relacionadas à Greve:

Greve por tempo indeterminado nos moldes que já conhecemos, com a possibilidade de um processo ainda não tentado por nós no SINASEFE que seria não iniciar o ano letivo de 2008.

Esta segunda questão nos possibilitaria, segundo o debate da 83ª PLENA, em impactar a opinião pública e criar um fato bastante significativo no processo de negociação com o Governo. Bem como dar mais tempo ao movimento para construir a Greve e efetivar uma unidade no nosso Sindicato Nacional jamais vista nos nossos movimentos;

Greve Inglesa - O movimento estabeleceria um processo de mobilização e ruptura com o institucional, vinculando a não paralisação das nossas atividades, mesmo com uma greve, ao não atendimento das demandas institucionais (registro escolar, lançamento de notas e de freqüência escolar, a não realização de concursos públicos nas IFEs e vestibulares, entre outras questões que não iriam ser realizadas na Instituição durante esta Greve Inglesa). Enfim, seria uma forma de atrair a Comunidade Escolar para o nosso movimento, não paralisando as nossas atividades na sala de aula, e em troca a participação dessa mesma comunidade escolar nas nossas mobilizações e atividades de rua de pressão junto ao Governo e de denúncia junto à Sociedade.

Tal modalidade vai requerer uma disciplina e uma organização ainda maiores do que já temos em nossos movimentos e é precisamos que façamos uma boa discussão sobre a mesma para não ignorar algo que poderá dar certo ou utilizar um instrumento que obteve sucesso em outros momentos e em outros países de maneira inadequada.

Independentemente da modalidade ou da forma que faremos o nosso movimento, certamente precisaremos discutir uma Greve nas Bases do SINASEFE e se continuaremos insistindo num movimento conjunto com as Entidades da CNESF ou se entendemos que devemos mudar a construção para uma Greve Setorial ou até mesmo isolada do SINASEFE. Esperamos que os nossos próximos fóruns possam dar as respostas certas para tudo isso."

*****************************************************************

EDUCAÇÃO É ESSENCIAL E NÃO PODE PARAR.

Um abraço.
Ribamar - pai de aluno

2 comentários:

Ribamar disse...

Rio, 13/11/2007.

Boa tarde a todos.

Aqui em nosso Colégio Pedro II, a esmagadora maioria dos servidores do Colégio Pedro II, sempre fizeram GREVE A BAHIANA, ou seja, quando um punhado de servidores, discutem e deliberam por violar o direito sagrado a educação de nossos filhos, outros, que são a maioria, fazem GREVE A BAHIANA, ficam em casa descansando em suas redes.

Seguinte 1: Nossos filhos, alunos do Colégio Pedro II, são para estarem em salas de aula, estudando com seus professores.

Seguinte 2: Deliberado por GREVE POR TEMPO INDETERMINADO em nosso colégio, IMEDIATAMENTE entraremos com ação judicial pedindo sua ILEGALIDADE, na FORMA DA LEI.

Educação é essencial e não pode parar.

Um abraço.

Ribamar - pai de aluno.

Antônia disse...

Boa tarde à todos. Eu sou Antônia, mãe de um aluno no CPII. Apresento aqui a minha opinião sobre o texto que li no blog da apa.
Muito obrigada pela atenção.

Os educadores têm papel fundamental na sociedade, afinal, se nossos filhos estudam em boas escolas, com bons profissionais,
aprendem toda a matéria que lhes é passada, se aprendem esta matéria e se têm contato com uma educação digna,
podem ser cidadãos questionadores,bons leitores... além de arranjarem empregos e etc...
Assim, o educador, que tem este papel tão fundamental, merece, no mínimo, receber um salário digno!

Pensar com o bolso não significa querer lucro ou querer se "sair bem".Quem não precisa de um salário decente ? Quem não pensa
duas vezes antes de entrar em um emprego que paga salários tão baixos em comparação ao trabalho que você terá?
Sim, porque a maioria dos melhores educadores acabam indo para as escolas que pagam bem ou são obrigados a trabalhar
em mais de uma escola, e as escolas municipais (que por sinal, raramente tem movimentos de greve) estão como todos podem ver.

Podemos perceber então, que se grande parte dos bons educadores acabam indo para as escolas que pagam bem, então,
se os servidores do CPII estão lutando por um salário melhor, isto quer dizer que, direta e indiretamente, eles
lutam também por um ensino de qualidade! Sim, porque se a escola dos nossos filhos paga bem, os bons profissionais acabam indo
para lá, e se eles vão para lá o ensino melhora, e se o ensino melhora, a educação dos nossos filhos também melhora.
Além do que, chega a ser irônico dizer que os servidores do CPII só pensam no seu bolso, pensem comigo:
Qual professor, educador, servidor, não quer um ensino público de qualidade?

Deixo aqui uma opinião de uma mãe que acredita numa educação pública de qualidade, uma educação para todos, assim
como todos que estão neste blog. Eu acredito na união das lutas. Nosso passado é repleto de lutas para garantir
o direito dos trabalhadores, um dos tantos é o direito à greve. Se ao invés de organizarmos atos e reuniões contra a greve,
estivermos ao lado dos que também estão na luta por um educação digna, por um salário digno, a luta aumentaria, e a vitória também.

O que são, afinal, 5 dias de aula em comparação com uma escola de qualidade, em bons estados, com bons profissionais... Sim, porque
nos parágrafos acima, chegamos à conclusão de que direta e indiretamente os funcionários lutam exatamente pelo o que nós lutamos!

EDUCAÇÃO É ESSENCIAL E DEVEMOS LUTAR POR ELA!

Se o governo ouvisse os nossos gritos, os servidores não precisariam paralizar os estudos de nossos filhos! O governo só escuta quando é atingido!

Ps: Ouço muitos pais e alunos dizerem que professor faz de greve para ficar em casa, todo movimento tem suas falhas, não podemos
julgar um movimento tão amplo por um determinado número de pessoas que não estão de acordo com os atos e ideáis do movimento.
A greve também causa muito transtorno para os professores, que organizam passeatas, vão à brasília e depois ficam de férias em uma
escola e continuam trabalhando no CPII (por causa dos salários os professores são obrigados à trabalhar em mais de uma escola)

Ps: Devido aos horários do meu trabalho, não consigo comparecer às reuniões da apa, mas quem quiser manter algum contato comigo
mande-me um e-mail: antonia.da.vila@zipmail.com

Abraços à todos!