MENSAGEM DE VOZ

SRs. PAIS E RESPONSÁVEIS, MAIS UMA FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO, VEJA AI AO LADO, "SEND VOICEMAIL" TRADUZINDO "ENVIAR MENSAGEM DE VOZ". É BEM FÁCIL UTILIZAR . PARA QUE A SUA MENSAGEM DE VOZ SEJA GRAVADA, VOCÊ PRECISARÁ TER UM MICROFONE CONECTADO AO COMPUTADOR. A FERRAMENTA PODERÁ SER UTILIZADA PARA ENCAMINHAR QUALQUER MENSAGEM DE VOZ PARA O ADMINISTRADOR DO BLOG.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Todos os documentos ELEIÇÕES 2003

Rio, 12/10/2007.

Boa tarde a todos.

Conforme havíamos mencionado no comunicado anterior, a partir de hoje, estaremos disponibilizando em um único comunicado, TODOS os documentos produzidos pela COMISSÃO ELEITORAL e pela JUNTA APURADORA.

São muitos documentos e os disponibilizaremos aos poucos, cada link contem um único documento para ser baixado.


COMISSÃO ELEITORAL
ATA Nº01 - 22/09/2003 e seus anexos.


1 - Resolução ATA nº1 da Comissão Eleitoral

http://www.badongo.com/file/4690048

2 - Anexo 01- Posse do membros, - Eleições da Mesa , Secretaria e Relatoria da Comissão Eleitoral

http://www.badongo.com/file/4690448

3 - Anexo 02 – Proposta de pauta para a 1ª reunião da Comissão Eleitoral.

http://www.badongo.com/file/4690398

4 - Anexo 03 – Proposta de Regimento Interno da Comissão Eleitoral, apresentada pela Comissão Especial.

http://www.badongo.com/file/4690617

5 - Anexo 04 – Proposta de Regimento Interno da Comissão Eleitoral, apresentada pela presidente da Comissão Eleitoral, professora Márcia Maretti.

http://www.badongo.com/file/4690420

COMISSÃO ELEITORAL

ATA Nº02 - 23/09/2003 e seu anexo.

1 - Resolução - ATA nº02 da Comissão Eleitoral

http://www.badongo.com/file/-1311497225

2 - Anexo 01 - Cronograma das atividades da Comissão Eleitoral

http://www.badongo.com/file/-1311497215

Um abraço.

Ribamar.

10 comentários:

Ribamar disse...

Rio, 18/10/2007.

Boa tarde a todos.

Aluna Nicolle, tomei a liberdade postei seu comentário aqui ok.

Muito legal sua pergunta e espero que mais alunos possam expressar sua opinião.

"Nicolle disse...
Gostaria de saber, como aluna do primeiro ano do Ensino Médio do Colégio Pedro II, quais foram os feitos do professor Wilson Choeri, e por que o mesmo pretende continuar na Direção Geral do colégio em que estudo !
Desde já, muito obrigada."

Nicolle, acredito que sua pergunta, deva ser feita direto ao Prof. Wilson Choeri, apenas como sugestão, você pode encaminhá-la através do site do CP2, acredito que assim ele possa receber e principalmente responder.

http://www.cp2.g12.br

Um abraço.

Ribamar.

Anônimo disse...

RIBAMAR SABE ALGUMA COISA SOBRE MAIS ESSA PARALIZAÇAÕ, O QUE ELES ESTÃO QUERENDO DESSA VEZ?

Joelia Costa
Mâe aluna 5ª SÉRIE - TJUCA II

Ribamar disse...

Rio, 23/10/2007.

Bom dia a todos.

Vocês lembram que em 2005, eu havia mencionado em nosso blog, que no ano de 2007 haveria paralisações/greve no Cp2!!!.

Então, parece brincadeira, mais naquele ano de 2005, numa reunião com membros do sindicato, foi mencionado por um deles, que muito provavelmente haveria paralisação/greve em 2007. Então gente, esta e outras paralisações confirmam o agendamento anunciado, Pelas minhas contas, este ano de 2007, contabilizando estes 3 dias (23, 24 e 25/10/2007), serão 5 dias perdidos de aula... Agora, quais os motivos que estão levando os servidores do Colégio Pedro II à paralisação/greve???? O sindiscope em seu site nada menciona, apenas o sinasefe menciona vários motivos (http://www.sinasefe.org.br), o principal evento que acontecerá é exatamente em dos dias da paralização, ou seja, 24/10/2007. Está marcado uma manifestação nacional em Brasilia, então é preciso mandar o maior nº de servidores para a manifestação, mas para que isto possa ocorrer é preciso que as assembléias dos servidores decidam por paralisar suas atividadas, legitimando a ausência ao trabalho, sendo assim, os servidores "faltosos", não terão os 3 dias de ausência ao trabalho, descontados de seus salários.
Finalizando, os servidores do Colégio Pedro II, mais uma vez numa atitude irresponsável paralisam aulas por 3 dias, violando o direito à educação de nossos filhos.

Um abraço.

Ribamar - pai de aluno.

ribamar disse...

Rio, 23/10/2007

Bom dia a todos.


Mais uma vez, solicito que TODOS, sem execeção, ao adicionar seu comentário, o faça com a devida identificação do emissor(seu nome), se possível identificar também a qual segmento pertence.

Portanto, como já anunciado, TODOS os comentários adicionados sem a devida identificação, serão deletados.

Um abraço.
Ribamar - Administrador do Blog.
Pai de aluno.

Ribamar disse...

Rio, 25/10/2007.

Bom dia a todos.

Abaixo na íntegra email emitido pelo sindscope, informando os motivos da paralisação de 72h.

Veja:

"assunto Colégio Pedro II: paralisação de 72 hora s?=

Colégio Pedro II: paralisação de 72 horas
Os servidores do Colégio Pedro II paralisarão suas atividades durante 72 horas (23, 24 e 25 de outubro) reivindicando eleição para Diretor-Geral do Colégio; atendimento das reivindicações dos docentes e contra a Reforma da Previdência.
Por este motivo, convidamos a comunidade escolar a participar do ato no MEC/RJ, localizado na Rua Araújo Porto Alegre - Centro, no dia 24, quarta-feira, às 13h.
O Sindicato está enviando uma Caravana com 80 pessoas a Brasília para protestar pelas mesmas razões.
Eliete Barbosa (Coordenadora Geral)
9493-0612 / 3860-7503 / 2580-3784
SINDSCOPE – Sindicato dos Servidores do Colégio Pedro II.

Ribamar disse...

Rio, 25/10/2007.


Bom dia a todos.


Srs. responsáveis, é lamentável, mais existe responsáveis que preferem que o seu filho, "mate" aula para apoiar movimento de paralisação no Colégio Pedro II. Veja que este ano de 2007, já somam 5 dias de paralisação, ou seja, serão somados mais 5 dias ao final do ano para conclusão do ano letivo.

Ao meu juízo, alunos são para está dentro de sala de aula com seus professores estudando.

A reinvindicação para que haja eleição direta para a Direção Geral do Colégio Pedro II, é justa e correta, porém, não tem motivos para que hajaparalisações de aulas, é mais uma atitude pequena, irresponsável de alguns servidores para tentar demonstrar que os alunos e seus responsáveis apoiam paralisação na educação.

É lamentável tomar conhecimento de responsáveis que preferem que seus filhos não tenham aulas, apoiando atitudes irresponsáveis como os servidores do Colégio Pedro II tomaram em assembléia, ao deliberarem por paralisação de 72 horas.

EDUCAÇÃO É ESSENCIAL E NÃO PODE PARAR.

Ribamar - pai de aluno

Ribamar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ribamar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Ribamar disse...

Rio, 26/10/2007.


Boa tarde a todos.

O STF acabou de definir os limites para a deflagração de greve no serviço público.

Ribamar.

Ribamar disse...

Rio, 26/10/2007.

Boa tarde a todos.

Veja:

25/10/2007 20:18:00

Grevistas do serviço público poderão ter os pontos cortados e terão, para as funções essenciais, que manter parte dos funcionários trabalhando normalmente.

Brasília - Por maioria de votos, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta quinta-feira que a Lei 7.783/89 (Lei de Greve), que regulamenta as greves da iniciativa privada, também pode ser aplicada para os servidores públicos. A proposta iguala as punições para os dois tipos de trabalhadores.
Os ministros do STF decidiram que, enquanto o Congresso Nacional não regulamentar o dispositivo constitucional que garante o direito de greve do funcionalismo público, vale a Lei 7.783, de 1989, que regulamenta a greve para o setor privado, guardadas as diferenças entre o serviço público e o privado.

Os grevistas do serviço público agora poderão, por exemplo, ter os pontos cortados e terão, para as funções essenciais, que manter parte dos funcionários trabalhando normalmente.

O ministro do Supremo Eros Grau explicou que será considerada lícita greve de servidor público desde que não prejudique os serviços prestados ao público. O ministro argumentou em entrevista que "enquanto na iniciativa privada o trabalhador faz pressão contra o lucro do patrão, para obter seus objetivos, no serviço público não é certo a greve causar prejuízo ao público. Mas até a regulamentação, cada caso será apreciado em particular, nas instâncias trabalhistas estaduais".

Desde maio, a Casa Civil analisa uma proposta sobre a aplicação de Lei de greve aos funcionários. Em março, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, anunciou que o governo federal estudava uma forma de regulamentar o direito de greve. Entidades criticaram a possibilidade de se limitar esse direito, e o então ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, afirmou que o objetivo não era esse. No mesmo mês, a Ordem dos Advogados do Brasil apresentou um anteprojeto para a regulamentação.

Em maio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em entrevista coletiva, que a intenção era "responsabilizar" o direito de greve. Em junho, o ministro Paulo Bernardo disse que a proposta do governo para o assunto seguiria para o Congresso Nacional em agosto.


http://odia.terra.com.br/brasil/htm/stf_determina_aplicacao_da_lei_de_greve_para_servidores_publicos_130937.asp

Um abraço.

Ribamar - pai de aluno